26.1.15

KBELA

Depois de 48 horas no set... acabou. As filmagens de KBELA foram concluídas.

Kbela é o filme do ano, o acontecimento da década e o início de muita coisa boa para mim como cineasta.

Kbela é um curta experimental produzido por mulheres negras, mais de 25 na equipe! Na direção, a Yasmin Thayná, artista que considero muito próxima, mesmo que nós só tenhamos sido apresentadas dias antes das filmagens.

Acredito que todas tenham muito a dizer depois dessa experiência. Eu, por vezes verborrágica, fico sem as palavras.

Além de captar imagens para o documentário sobre o projeto, participo como editora. Estive esperando para assumir uma responsabilidade como essa há tempos! Em breve haverão mais novidades. :)

Assista ao teaser clicando aqui.


23.1.15

Yonder (2015)

Eu sou o cachorro que comeu seu bolo de aniversário. Essa é uma vida maravilhosa.

Talvez esse seja o verso mais cativante de It's a Wonderful Life, do Sparklehorse, faixa com imagens tão obscuras que quase não dá pra acreditar que a vida seja apenas uma. Que se esconde por trás da lucidez?

Assim também me pegou a Yayo, da Lana del Rey. Ambas preservam a suavidade de mãos infantis que exploram as cavidades pela primeira vez, afundando os dedos sem medo dos animais peçonhentos que possam se esconder por lá.

Junto com o fotógrafo e namorado Alan de Souza, fiz o Yonder, que pretende ser um vídeo clipe para as duas músicas ao mesmo tempo. Levei em conta a melancolia e a luxúria das duas canções para criar as imagens, e fiz a edição com dois canais de áudio. Recomendo que você ouça com fones de ouvido.



Yonder é uma palavra inglesa para Além. No lado esquerdo toca It's a Wonderful Life, no direito, Yayo.

19.1.15

Médico rebelde (em processo)

A versão digital do livro de poemas criados a partir do pulp Médico Rebelde está finalizada. Em breve será a vez de cuidar dos papéis, da impressão e da comercialização dos livros, que serão produzidos em tiragem limitadíssima.

Segue abaixo uma mostra do trabalho:

















Capítulo 2 - Nº 5

Hoje
e hoje
solidão
cada dia, cada semana, cada hora?

o esfôrço lhe parecia mais fantástico do que nunca.
longo silêncio
sensação de solidão
diàriamente,
do abismo.